Mochileira de Jesus

terça-feira, 8 de março de 2016

Quando Deus não faz...

Fui questionada pessoalmente por uma pessoa após minha última postagem, e a pergunta era: "E se tivesse chovido no seu casamento? Nem sempre Deus faz o que a gente quer."

Isso é verdade, nem sempre nossas orações são atendidas, graças a Deus eu não casei com cada homem que eu orei para que me pedisse em namoro.

Entendo que algumas situações são bem difíceis de entender, faz uma semana mais ou menos que recebemos a notícia que minha cunhada estava no hospital acompanhando um amigo dela que levou com urgência a esposa grávida de 11 semanas porque ela se sentia mal, imediatamente eu e meu marido fomos para o quarto, ajoelhamos e pedimos a Deus pela vida da mulher e do bebê. Quando terminamos de orar recebemos a notícia que ela tinha falecido e consequentemente o bebê também.

Por um tempo fiquei triste por esse jovem pai/marido que perdeu sua família do nada, em uma noite. A pergunta que estava no meu coração é "por que Deus? Para que? Eu passo todo o tempo tentando mostrar que o Senhor faz milagres e essa era uma excelente oportunidade de mostrar aos que não creem." 

A resposta já estava no meu coração: "Deus é bom todo tempo, em todo tempo Deus é bom", ainda que não parece Ele continua sendo bom.

Sim é verdade, nem sempre Deus faz o que a gente quer, mas minha confiança sobre isso está na Palavra:

Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. João 15:7

Geralmente as pessoas quando reclamam com Deus lembram da última parte do versículo, mas existe uma exigência, estar nEle e a Palavra dEle em mim. Isso faz com que minha vontade esteja alinhada com a dEle e nossos desejos e sonhos sejam mútuos.

Davi é um bom exemplo de uma pessoa que orou com toda sua fé para que o bebê não morresse, mas a criança morreu e Ele foi louvar e glorificar ao Senhor, não porque estava feliz com a morte e sim porque entendeu que essa era a vontade de Deus e isso era o melhor que poderia acontecer.

Então respondendo a pergunta: "como você tinha tanta certeza que não iria chover no seu casamento", porque eu deixei Deus escolher o marido, o local, a data e horário, eu realmente coloquei tudo nas mãos dEle e falei "faz como você quiser", eu senti Deus todo o tempo como o "Pai da Noiva" e Ele não iria esquecer desse detalhe que impediria a cerimônia. Talvez se eu não tivesse certeza que Ele estava no controle, até poderia adiar o casamento ao ver a previsão do tempo, mas sei que ele é melhor "wedding planner" que eu.

Agora nosso desafio é alugar um apto, mobilar e começar o processo do visto. E novamente a pergunta: "você não está preocupada?" Minha sincera resposta é: "Não! Deus sabe que somos felizes na América Latina e foi ideia dEle trazer a gente para Europa, e quando a ideia dEle, Ele cuida de tudo."

Adorar a Deus é a chave que abre todas as portas, glorificar seu nome quando tudo vai bem e quando tudo vai mal também. Como em um casamento o voto do Senhor para nós é que Ele é Emanuel, Deus presente na alegria, tristeza, tribulação, gozo... E idealmente a resposta para esse voto é:

Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação. Habacuque 3:17,18


No nosso caso:

Ainda que a gente fique sem dinheiro, sem poder frequentar os lugares que a gente gosta, em uma casa simples sem nenhum luxo, ainda que a gente fique doente e longe das pessoas que amamos, ainda assim confiaremos e adoraremos ao Senhor.



Nenhum comentário:

Postar um comentário