Mochileira de Jesus

terça-feira, 24 de julho de 2018

Como a uma semente


O Reino dos céus é como um grão de mostarda que um homem plantou em seu campo.

Embora seja a menor dentre todas as sementes, quando cresce torna-se a maior das hortaliças e se transforma numa árvore, de modo que as aves do céu vêm fazer os seus ninhos em seus ramos" Mateus 13:31-32



Esses dias eu estava pensando na diferença entre uma árvore de natal (dessas de montar) e uma árvore real, grande, que tem mais de 100 anos. Parece ridículo comparar-las, mas as duas chamamos de árvore, ainda que todos sabemos que a árvore de natal não é uma árvore, continuamos dizendo assim, talvez pela preguiça de falar "plástico em formato de árvore com luzes e enfeites, para fins decorativos no mês de Dezembro".

Eu lembrei também que ano passado montamos juntos a nossa árvore de natal pela segunda vez desde que casamos, demoramos cerca de 20 minutos, foi algo divertido. Também desmontamos e foi bem mais rápido, em menos de 10 minutos, tudo estava dentro de caixas no depósito do subsolo.

Isso me fez pensar no processo do reino de Deus, como tudo naturalmente se transforma e cumpre o propósito pelo qual foi criado. Enquanto a árvore de natal precisa de enfeites e luzes para chamar a atenção, uma árvore é por si mesmo maravilhosa, ainda que no inverno quando ela perde suas folhas e até parece estar morta, na primavera tudo volta a florescer, e no tempo certo nascem os frutos, que contem sementes e formaram outras árvores.

Sei que tudo o que Deus faz permanecerá para sempre; a isso nada se pode acrescentar, e disso nada se pode tirar. Deus assim faz para que os homens o temam. Eclesiastes 3:14

Mas para todo processo natural, é necessário paciência, perseverança e espera. Algo muito contrário ao imediatismo que o mundo oferece, principalmente para a chamada geração Z, onde tudo é feito e compartilhado em segundos.

Esse tema me fez pensar em quantas imitações o diabo tem para a Criação. O mundo tem sua própria versão de projetos de Deus como casamento, família, relacionamentos, sexo, amizade e até mesmo da palavra AMOR, todas essas coisas (e muitas outras) são copiadas em versões falsas sem vida.

O que seria no planeta Terra, do ecossistema e da humanidade se fossem substituídas todas as arvores vivas por essas versões de plástico? O desastre não seria diferente se os outros projetos de Deus fossem trocados por as versões mundanas.

"Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma." João 15:5

Nós somos parte da árvore, integramos essa criação maravilhosa de Deus que fornece alimento as pessoas e animais, casa aos pássaros, purifica o ambiente e é essencial para a continuidade da vida.

Talvez um dos maiores erros é comparar a maravilhosa obra do Senhor com algo artificial e falso oferecido pelo mundo. O salmista do Salmo 73 diz como é frustante e inútil fazer essa comparação:

Agi como insensato e ignorante; minha atitude para contigo era a de um animal irracional. Salmo 73:22

Assim como depois de um tempo a árvore de natal perde a graça e é guardada em uma caixa, também tudo o que não é verdadeiro desaparecerá, mas a Palavra do Senhor permanece para sempre.








Nenhum comentário:

Postar um comentário